Fórum Paint & Pintura Vitória leva inovações à capital do Espírito Santo

Texto por Paint Show – Evento aconteceu no último dia 06/06 e teve como destaques, além das palestras técnicas com as mais recentes novidades do setor, dois painéis com lideranças das indústrias de tintas da região.

Confira também no blog da SQ Química: Fórum Permanente para o Transporte Rodoviário de Carga cria grupos de trabalho para discutir a logística no País

O 42º Fórum Paint & Pintura de Tecnologia e Gestão em Tintas – Região Sudeste – aconteceu no Quality Hotel Aeroporto Vitória, em Vitória (ES). O encontro aconteceu durante todo o dia, com uma programação variada que levou ao público inovações e um debate sobre os rumos do setor em termos de produtos e de mercado.

Para falar sobre as tendências dos vários segmentos da indústria de tintas, Francisco Racz, da Racz, Yamaga & Associates (RY), abriu o evento com a palestra “O mercado de tintas caminha para geração de valor real“, onde fez uma análise das tendências crescentes dos vários segmentos, do cenário competitivo e da evolução do valor agregado real e rentabilidade. Fez também um paralelo da evolução do mercado do Brasil com o cenário mundial de tintas e fatores chaves para o sucesso. Racz tem mais de 40 anos de experiência em todos os segmentos de tintas e relacionados na América Latina.

Em seguida, Marcos Basso, gerente de desenvolvimento de Mercado da Eastman, proferiu a palestra “Completando o quebra-cabeça em aditivos de baixo odor e zero VOC para a linha de tintas prediais”, apresentando, além ds coalescentes de alto desempenho, a mais nova linha de neutralizantes de pH de baixo odor e zero VOC da Eastman, aumentando o seu portfólio de produtos para o segmento de tintas prediais.

Uma das atrações mais esperadas do encontro foi o painel com lideranças de indústrias de tintas que discutiu os rumos do setor, os desafios em gestão e novas oportunidades de negócios para a próxima década. Participaram deste painel lideranças, como Alexandre Bastos, diretor Comercial da Nena Tintas; Alexandre Brito, diretor Industrial da AFE Tintas; José Carlos Zanotelli, diretor Comercial da Belafix; e Raphael Cassaro, CEO da Argalit.

Palestras da tarde

Na parte da tarde, o evento teve continuidade após o almoço, onde as embalagens plásticas tiveram destaque. Após uma breve apresentação de Murilo Amaral, gerente executivo da Bomix, Mauro Catizani Caetano, líder do segmento de Embalagens Rígidas Polipropileno da Braskem proferiu a palestra “Logística reversa e reciclagem de baldes plásticos para tintas – Wecycle”, onde serão apresentadas as vantagens das embalagens plásticas (ACV) e o Programa de Destinação de Embalagens Plásticas de Tintas.

E que tal oferecer ao mercado um revestimento onde não haja contaminação de odor durante a aplicação? E lançar uma nova linha de materiais base água de 1 ou 2 componentes de alto desempenho? Ou mesmo um sistema de alto sólidos com secagem em menos de 2 horas? As novas tecnologias amigáveis ao meio ambiente da Covestro são alternativas de alta eficiência para cada substrato e seus requerimentos.

O público pode conhecer mais sobre acrílicas base água hidroxiladas e auto reticuláveis, dispersões poliuretânicas e sistema poliaspártico de altíssimos sólidos na palestra: “Poliuretanos e Poliaspárticos – Eficiência e vantagens dos sistemas de baixo VOC”, com Ana Paula Alonso Cardoso, gerente técnica para tintas e revestimentos da Covestro.

O setor de tintas caminha para um futuro onde novos nichos serão fundamentais para o crescimento e consolidação do mercado. E para debater sobre esse tema, houve um painel com a participação de diretores e gerentes de tecnologia de indústrias de tintas, com o tema “Novos desenvolvimentos, inovações e tendências em produtos e aplicações”. Cada vez mais, fornecedores e fabricantes buscam parcerias para o desenvolvimento de matérias-primas e insumos que tragam melhores resultados e custo-benefício. Líderes de Pesquisa e desenvolvimento de produtos discutirão os melhores caminhos para o setor.

Participaram do painel: Eduardo Aguiar Torres Júnior, químico da Belafix; Felipe Fittipaldi, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento na Tintas Marfim; e Leonardo Lyra de Alvarenga, especialista de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da Argalit. Alexandre Brito, diretor Industrial da AFE Tintas será o mediador.

Quais seriam as 5 ações prioritárias na gestão essencial da complexidade para se manter a atualização tecnológica e a competitividade inovadora? Este assunto foi abordado na palestra “A gestão da inovação na indústria de tintas no Brasil”, a ser proferida por Washington Yamaga, da Rácz, Yamaga & Associates. Ele fez uma analise de casos de sucesso de empresas de tintas no Brasil, com impacto local e global, em especial neste momento da retomada dos negócios. Sócio fundador da Rácz, Yamaga & Associates e conselheiro em diversas empresas do setor químico. Yamaga é especialista em Marketing, Vendas & Tecnologia para os mercados de Tintas, Químicos, Automotivo e Efluentes Industriais, com extensa experiência como executivo principal em multinacionais, incluindo DuPont, Akzo Nobel, PPG e outras empresas na América do Sul.

Fonte original do texto: PaintShow

Confira também no blog da SQ Química: Veja dicas para não errar na escolha da tinta de parede

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *