Ver tinta secar dá origem a uma nova descoberta científica

Revista Super – Um grupo de pesquisadores da Universidade de Surrey, na Inglaterra, descobriu algo fazendo uma das atividades mais chatas da humanidade: ver tinta secar.

Confira também no blog da SQ Química: Encontro Anual da Indústria Química aconteceu no dia 7 de dezembro

Através de computadores e simulações com diferentes materiais, os cientistas chegaram à conclusão de que, conforme a tinta seca, ela se divide em duas camadas. Em outras palavras, é como se as moléculas menores de tinta empurrassem as moléculas maiores, algo que só pode ser visto somente via microscópio.

Esse novo mecanismo, segundo os especialistas, pode ser usado para controlar as camadas de líquidos de forma independente, melhorando a capacidade de cobertura de diversas indústrias. “Nós mostramos que, durante a evaporação, as partículas pequenas afastam as grandes, empurrando-as para o fundo, enquanto as menores ficam no topo”, afirmou Dr. Andrea Fortini, o autor da pesquisa.

Uma das possibilidades de uso, por exemplo, está em protetores solares. As partículas responsáveis por pelo bloqueio dos raios UV podem ser fabricadas para empurrarem as moléculas que aderem à pele na camada de baixo, melhorando o desempenho do produto. O trabalho da equipe, agora, se voltará em maneiras efetivas de controlar o tamanho das camadas e o uso das mesmas em tintas, adesivos e cremes.

Fonte original do texto: https://super.abril.com.br/blog/contando-ninguem-acredita/ver-tinta-secar-da-origem-a-uma-nova-descoberta-cientifica/

Confira também no blog da SQ Química: Brasil vai abrir mercado para 64 produtos do setor químico

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *