Abiquim lança nova Comissão Setorial sobre Produtos Renováveis

Anuário da Indústria Química Brasileira traz os dados de desempenho econômico do setor

Texto por ABIQUIM – Lançamento da nova comissão reuniu membros representantes do setor de Pine Chemicals.

Confira também no blog da SQ Química: Governo federal levará o Porto de Itajaí a leilão em 2020

No dia 07 de novembro, a Abiquim realizou o lançamento da nova Comissão Setorial de Produtos Renováveis. Com o objetivo de promover a importância do uso e aumento de produtos à base de matérias primas e recursos renováveis, além de agir para o desenvolvimento de políticas públicas e setoriais que ressaltem a magnitude do setor, o evento contou com a presença de representantes da entidade e das empresas que já formam a comissão: o grupo AS Resinas, Resinas Brasil, Harima do Brasil e Florpinus – todas do segmento químico e atuantes na cadeia de Pine Chemicals – que lida diretamente com produtos como Terebintina, Breu ou Colofonia, Ester de glicerol, breu modificado e esteres de breu. 

A abertura do evento foi feita pela Coordenadora Executiva da nova Comissão, Renata Souza, assessora de Comissões Setoriais e Normas Técnicas da Abiquim. Renata agradeceu a participação e elogiou os esforços de todos os envolvidos no processo de criação da nova Comissão. “Entendemos que enquanto representantes da Indústria Química, precisamos estar à frente de todos os assuntos importantes para o setor e por isso este momento é de enorme satisfação, tendo em vista, sobretudo, uma cadeia de produtos tão importante para o desenvolvimento sustentável e crescimento econômico do país”, apontou Renata.

O presidente-executivo da Abiquim, Ciro Marino

O presidente-executivo da Abiquim, Ciro Marino, apresentou a instituição e destacou a atuação da entidade enquanto canal facilitador para atuação em pleitos nos mais diversos segmentos inerentes à indústria, como as agendas de assuntos regulatórios, governo, questões tarifárias e tributárias. O executivo defendeu também a ideia de que o setor químico se preocupa permanentemente com a manutenção de uma economia competitiva e responsável, destacando, para isso, as ações da Abiquim, como o Programa Atuação Responsável e a Agenda de Inserção Comercial defendida pela entidade. “O setor químico está sempre aberto para dialogar com todas as esferas da sociedade brasileira, buscando manter a competitividade, defendendo a inserção comercial responsável e equilibrada para que assim possamos voltar a crescer e manter a indústria química brasileira como uma das mais fortes em todo mundo”, destacou Ciro.

Dando continuidade ao evento, a diretora de Economia e Estatística da Abiquim, Fátima Giovana Coviello, explicou que um dos principais motivos para a existência da entidade é aumentar a competitividade e garantir o desenvolvimento sustentável da indústria química. A diretora criticou o que chamou de “círculo de estagnação” da indústria ao longo dos últimos 30 anos, o que acabou gerando aumento significativo no número de importações realizadas, chegando, atualmente, a 41% de todo o consumo doméstico. “Essas importações não seriam necessárias com mudanças estruturais envolvendo processos políticos, econômicos e logísticos. Estamos trabalhando para garantir uma abertura comercial responsável, que incentive a indústria nacional e colabore com as necessidades das empresas instaladas no país, a fim de garantir sua competitividade e oferecer, assim, o devido retorno social que a indústria pode garantir”, explicou Fátima. 

A diretora da Abiquim, Fátima Giovanna Coviello e a assessora da Abiquim, Renata Souza (sentada)

A diretora da Abiquim falou ainda sobre o relatório estatístico anual para os produtos da cadeia de Pine Chemicals, que assim como os demais relatórios da entidade, seguirá os padrões de qualidade estabelecidos por órgãos reguladores. “Além de trabalhar com o padrão IBGE e auditoria da FIPE-USP, a Abiquim adota postura rígida em termos de compliance, oferecendo a seus associados relatórios e estudos confiáveis, imparciais e verdadeiramente representantes do setor, garantindo, desde 1974, uma fonte segura de informações sobre a indústria química brasileira”, concluiu Fátima.

O assessor da Abiquim, Diego Hrycylo

O assessor de Assuntos de Comércio Exterior da entidade, Diego Hryrcylo, fez um breve relato das atividades exercidas pela equipe de assuntos de comércio exterior da Abiquim que poderão apoiar a indústria de produtos renováveis no tocante à competitividade, inteligência de mercado e apoio no acesso a novos mercados no âmbito das negociações internacionais, bem como fez um breve relato dos desafios que se encontram atualmente para a indústria química no cenário internacional e que impactam o comércio global, como a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, Brexit, mudanças no Mercosul e reformas estruturantes propostas pelo Governo Brasileiro.

O coordenador da nova Comissão de Produtos Renováveis da Abiquim, Bernardo Mello

O evento contou ainda com o managing director da AS Resinas e coordenador da nova Comissão, presença de Bernardo Mello, que explicou que o Brasil é hoje o maior exportador da linha de produtos da cadeia de Pine Chemicals e o segundo maior produtor de todo o mundo. A criação da comissão nesse momento, segundo Mello, reflete a necessidade de representatividade do setor. “Visamos o reconhecimento como referência no segmento químico brasileiro nas discussões sobre o desenvolvimento de produtos a partir de matérias-primas de fontes renováveis e precisamos aproveitar o momento em que o governo federal compartilha o objetivo de dar vazão para as economias que giram em torno da sustentabilidade”, indicou o coordenador. 

O presidente da Pine Chemicals Association Internacional, Alex Cunningham

O presidente da Pine Chemicals Association Internacional, Alex Cunningham, finalizou as apresentações do evento, pontuando sobre a importância da divulgação de informações e transmissão de conhecimento para a continuidade das atividades. Alex garantiu que “é preciso fazer benchmarking e motivar o engajamento das pessoas por meio de informações concretas, a fim de que os talentos de colaboradores e demais envolvidos nos processos de produtos renováveis não se percam”, pontuou o presidente. 

A nova Comissão Setorial de Produtos Renováveis está estruturando o calendário de reuniões e começará, em breve, a definir o plano de trabalho para o ano de 2020. Os associados da Abiquim que quiserem integrar o grupo devem entrar em contato com a coordenadora da Comissão e assessora de Comissões Setoriais e Normas Técnicas da Abiquim, Renata Souza, pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 2148-4778.

Fonte original do texto: ABIQUIM

Confira também no blog da SQ Química: Governo federal levará o Porto de Itajaí a leilão em 2020