Governador João Doria discute ações para aumentar a competitividade da indústria química com executivos do setor

Governador João Doria discute ações para aumentar a competitividade da indústria química com executivos do setor

Texto por ABIQUIM O governador do Estado de São Paulo, João Doria, foi recebido pelo Conselho Diretor da Abiquim, em reunião realizada no dia 22 de abril, na capital paulista. Doria estava acompanhado pelo vice-governador e secretário de governo, Rodrigo Garcia; pelo secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles; pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen da Silva; e pelo coordenador de Administração Tributária da Secretaria da Fazenda, Gustavo Ley.

Confira também no blog da SQ Química: Ebook – A tecnologia UV na pintura automotiva

Durante o encontro, o presidente do Conselho Diretor da Abiquim, Marcos De Marchi, apresentou ao governador e sua equipe a indústria química brasileira e os obstáculos que o setor enfrenta para poder competir e igualdade de condições com as empresas estrangeiras, entre eles: o elevado custo do gás natural, a deficiência logística e o excesso de burocracia.

O vice-governador, Rodrigo Garcia; o presidente do Conselho Diretor da Abiquim, Marcos De Marchi; o governado João Doria; o presidente-executivo da Abiquim, Fernando Figueiredo; o secretário Henrique Meirelles, a secretária Patrícia Ellen da Silva; e o coordenador da Secretaria da Fazenda, Gustavo Ley
O vice-governador, Rodrigo Garcia; o presidente do Conselho Diretor da Abiquim, Marcos De Marchi; o governado João Doria; o presidente-executivo da Abiquim, Fernando Figueiredo; o secretário Henrique Meirelles, a secretária Patrícia Ellen da Silva; e o coordenador da Secretaria da Fazenda, Gustavo Ley

O governador João Doria explicou que seu governo tem um posicionamento liberal e visa reduzir o tamanho do Estado, por meio de privatizações. Ele explicou que o governo atua para criar um mercado aberto e regulado sem monopólios na questão do gás natural. Doria ainda informou que o governo elabora a criação de um programa de polos industriais, com vantagens competitivas para as empresas que decidirem investir no Estado.

A promoção da competitividade no custo do gás natural foi lembrada pelo vice-governador e secretário de governo, Rodrigo Garcia. Ele afirmou que o governo irá atuar para que os custos do insumo sejam mais transparentes, com o objetivo de aumentar a competitividade no custo do gás natural.

Segundo o secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, falta competitividade para toda a economia, sendo necessário aumentar a participação da indústria brasileira no mercado nacional e estimular as exportações. A privatização e quebra de monopólios na distribuição do gás natural foram apontadas pelo secretário como ações para tornar o insumo mais competitivo.

Conselho Diretor recebe o governador João Doria, o vice-governador, Rodrigo Garcia, e os secretários Henrique Meirelles e Patrícia Ellen
Conselho Diretor recebe o governador João Doria, o vice-governador, Rodrigo Garcia, e os secretários Henrique Meirelles e Patrícia Ellen

Para a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen da Silva, o setor químico é um gerador de riquezas para São Paulo. Patricia explicou que o governo trabalha para oferecer mais estabilidade institucional a quem pretende investir no estado. A redução da burocracia também está na pauta de sua secretaria, que pretende reduzir para 24 horas o tempo necessário para se abrir uma empresa.

Ao final do encontro, o governador e sua equipe ainda atenderam a questões diversas levantadas pelos conselheiros presentes, incluindo a pauta segurança pública, no qual o governador explicou que o Estado atua para aumentar o número de policiais militares, que serão mais equipados incluindo a implantação de veículos blindados.

Fonte original do texto: ABIQUIMhttps://www.abiquim.org.br/comunicacao/noticia/8116

Confira também no blog da SQ Química: Setor de comércio exterior tem grande expectativa para 2019

Deixe uma resposta