Como fazer o descarte de produtos químicos vencidos, como remédios e itens de limpeza

O que você faz com produtos químicos, como remédios e itens de limpeza, quando estão vencidos? Joga no lixo junto com outros itens, como restos de alimentos? Ou despeja tudo na privada e aciona a descarga? Infelizmente, muitas pessoas ainda agem desta forma. E, caso você adote alguma destas práticas, saiba que isso traz uma série de problemas.

Quando descartados sem o devido cuidado, estes itens podem contaminar o meio ambiente e chegar até a rede de abastecimento de água. Por isso, é fundamental dar a estes resíduos a destinação correta, para ajudar a manter a segurança do meio ambiente e evitar a contaminação de pessoas e animais.

Riscos de descarte incorreto de produtos químicos

Primeiramente, é preciso saber que o descarte de produtos químicos nunca deve ser feito junto com o lixo comum. Esta regra vale para qualquer situação. Fora isso, é importante ter em mente que cada produto químico possui características específicas, o que também pesa na hora de fazer o descarte.

Descarte de medicamentos

A questão dos medicamentos é talvez o exemplo mais comum de erro no descarte de produtos químicos. É normal uma pessoa comprar uma cartela de comprimidos, consumir apenas alguns e guardar os que sobraram. E se aquela dor não voltar por um determinado período, o

remédio ficará na gaveta por meses ou até anos e perderá o prazo de validade.

O fato de o medicamento estar vencido, por si só, já representa um risco. Se colocado em uma sacola ou saco de lixo normal, o primeiro impacto grave pode acontecer até dentro da residência. Por exemplo, se um animal de estimação rasgar o saco e comer o medicamento.

Caso o medicamento descartado seja um xarope, o risco de contaminação da água também cresce. Sem falar em qualquer um que eventualmente tenha contato com esse produto.

O ideal é se informar sobre possíveis pontos de descarte. Fabricantes e até farmácias oferecem espaços nos quais os medicamentos podem ser entregues de maneira segura e receber o encaminhamento adequado.

Descarte de produtos químicos líquidos

Itens de higiene e limpeza, como shampoo, condicionador, água sanitária e detergente também são produtos químicos que podem causar sérios danos ao meio ambiente. Quando simplesmente despejados na pia ou no vaso sanitário, eles chegam até córregos, rios e no mar. Sem falar em itens como o óleo de cozinha, capaz de provocar o entupimento da rede de esgoto e fazer com que o dono do imóvel tenha uma série de problemas.

Ou seja, entrarão em contato, depois, com o ser humano e com animais, o que pode provocar doenças, alergias e intoxicações. Além dos danos causados à vegetação às margens dos cursos d’água.

Neste caso, o ideal é sempre manter os produtos dentro das embalagens originais. Isso porque elas normalmente são mais rígidas e correm um risco menor de se romper, provocando o vazamento do líquido. Se os produtos estiverem em outros recipientes, como garrafas pet, é recomendável informar, com etiquetas, o conteúdo e se aquele item está vencido.

A mesma coisa vale para itens da construção civil, como solventes, aguarrás e tinas.

Descarte de produtos químicos sólidos

Muitas pessoas não sabem, mas alguns itens sólidos, aparentemente inofensivos, também são produtos químicos. Itens que contenham grandes quantidades de carvão, madeira, isopor e borracha, por exemplo, podem ter em suas composições substâncias altamente inflamáveis.

Elas podem desencadear um incêndio se houver contato com faíscas ou algum líquido também inflamável. Sem falar na possibilidade de que o atrito, durante o transporte, provoque fogo ou até combustão espontânea.

Logo, o descarte de produtos químicos deste tipo também deve levar em conta alguns cuidados. Como o armazenamento em uma caixa ou recipiente específico, sem furos e com a identificação do conteúdo. Até as embalagens vazias de produtos químicos, que possam conter algum tipo de resíduo, também merecem atenção.

Por fim, assim como no caso dos remédios, para todos os outros casos, também vale se informar, na sua região, sobre empresas que ajudam a fazer o descarte de produtos químicos. Fabricantes de produtos de limpeza e da construção podem oferecer espaços específicos, assim como o próprio poder público, como os chamados “ecopontos”.

Outra opção é procurar uma empresa especializada no assunto, o que ajuda principalmente no caso de volumes de resíduos maiores, como os gerados por empresas e condomínios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *