Abiquim acompanha nova rodada das negociações comerciais do Mercosul com União Europeia

Texto por ABIQUIM Entre os dias 11 e 15 de março, foi realizada, em Buenos Aires, nova rodada de negociações no âmbito do Comitê de Negociações Birregionais (CNB) Mercosul-União Europeia, com o propósito do estabelecimento de um acordo de associação abrangendo as áreas de cooperação, diálogo político e liberalização econômica entre os dois blocos.

Confira também no blog da SQ Química: SQ Química na Andina Paint 2019 – Colômbia

Na ocasião, a Abiquim esteve representada pela diretora de Assuntos de Comércio Exterior, Denise Mazzaro Naranjo, e pelo gerente de Assuntos de Comércio Exterior, Eder da Silva, que integraram a comitiva da Coalizão Empresarial Brasileira (CEB) da CNI e participaram de briefings com os negociadores brasileiros com o intuito de atualizar o setor privado sobre o andamento da negociação, bem como de encontro dos negociadores-chefes dos dois blocos com a sociedade civil no âmbito do Fórum Consultivo Econômico e Social do Mercosul.

Ao centro: Denise Mazzaro Naranjo (Abiquim) e Ministro Michel Arslanian (MRE); ladeados por representantes de diversos setores industriais brasileiros
Ao centro: Denise Mazzaro Naranjo (Abiquim) e Ministro Michel Arslanian (MRE); ladeados por representantes de diversos setores industriais brasileiros

De acordo com a diretora Denise Naranjo, ao final dessa nova rodada de negociação, ficaram patentes o empenho e a liderança do Governo brasileiro em buscar a conclusão do acordo em um futuro próximo, possivelmente ainda em 2019, mantendo as premissas tanto de bases equilibradas em acesso a mercados para os dois lados quanto no balanço geral dos textos legais das normativas que disciplinarão o uso do acordo quando de sua vigência. “A expectativa de que se possa concluir o acordo ainda em 2019 é um sinal importante do compromisso e envolvimento das duas partes, mas igualmente representa um desafio técnico adicional para os negociadores e para o setor privado, uma vez que ainda existem diversos temas críticos em aberto, a exemplo de se garantir na dimensão acesso a mercado uma abertura comercial equilibrada e coerente à realidade dos dois blocos e que envolva tanto a indústria quanto agricultura e serviços”, destaca Denise. Os negociadores seguem com seus trabalhos técnicos, em intenso diálogo com o setor privado, e ainda não foi marcada data para uma próxima rodada de negociações com os europeus.

Fonte original do texto: ABIQUIM – https://abiquim.org.br/comunicacao/noticia/8075

Confira também no blog da SQ Química: Brasil aumentou em 13% importação de produtos químicos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *